10 videoclipes mais polêmicos

Tava com saudade de fazer um top 10, e resolvi fazer um diferente, sem filmes, aquela coisarada toda. Resolvi juntar alguns dos videoclipes mais polêmicos na minha opinião, e colocar eles aqui. 🙂 (não, eu não coloquei a Madonna porque eu não gosto das músicas antigas dela e só ouvi duas até hoje).

Lady Gaga: Alejandro

A música não é a minha predileta do EP, mas de todos os videoclipes que a Gaga lançou até hoje, “Alejandro” é o meu predileto. A magreza excessiva da Gaga acabou tornando ela um ícone da moda, assim como o sutiã de metralhadoras e o cabelinho de tijela de cereal, e “Alejandro” é um dos vídeos mais polêmicos dela, assim como “Judas”. Claro que tem os jusnéio que acham blasfêmia em tudo sem ter conhecimento de praticamente nada. Embora PAREÇA blasfêmia não é não, basta entender! Mas o clipe mesmo assim é polêmico. Ele foi comparado por um bom tempo com “Vogue” da Madonna, e quer saber? Eu sou muito fã da Gaga, muito mesmo. Mas “Alejandro” é a cara de “Vogue” e acho alienação pura esses fãs que concordam com tudo o que um artista faz, que batem palmas pra tudo, que idolatram, negam as críticas… não mesmo.

David Bowie: The Next Day

Bowie sendo Bowie! O “The Next Day” foi lançado recentemente e tem o nome do próprio álbum, e em poucas horas já foi retirado do YouTube por  temas polêmicos como sexo, freiras, prostitutas, nudez, boates e religião, onde Bowie é um profeta. Foi o mais polêmico do Bowie (pra mim), e essa era nova dele tá regadinha de polêmica. Voltou com tudo e esse é o Bowie que eu conheço! O clipe sem censura você vê aqui ♥♥

Robbie Williams – Rock DJ

Eu tinha medo desse vídeo, hahahaha! Não é aquela polêmica de ficar boquiaberta e tal, mas eu acho ele bem bizarro. Acontece que o Robbie quer chamar a atenção de uma DJ e vai fazendo um strip SÓ QUE ele começa a arrancar a própria pele, os músculos e tudo mais.

Rammstein – Pussy

Acho que o nome da música já diz tudo, né. Rammstein costuma ter músicas assim mesmo, eu considero isso super normal lá na Alemanha, onde os cantores curtem uma polêmica.

Marilyn Manson – (s)AINT

Daria pra fazer um “Top 50 Marilyn Manson”, de tão polêmicos (e bizarros) que são os videoclipes dele. O video foi totalmente censurado por ter cenas fortes de mutilação e sexo, mas se quiserem ver o sem censura, cês acham aqui

Matt & Kim: Lesson Learned

Maneiro ficar nu nas ruas de New York.

The Strokes: Juicebox

 

Não gosto muito de Strokes (já gostei demais, mas foi de momento mesmo), mas esse vídeo deles é o mais polêmico. Foi censurado em 2005 por ter cenas de sexo lésbico e insinuações (alô boquete!) e o diretor ficou muito pê da vida, tanto que pediu pra que retirassem seus créditos do vídeo.

Jeremy: Pearl Jam

 

Esse clipe é muito chocante e eu não vi ele agora, só copiei e colei aqui direto então não sei se é a versão sem censuras ou é a original. A música fala da real história de Jeremy, que sofria bullying por seus colegas, era ignorado pelos seus pais e um dia, decidiu ir com uma pistola para a escola e deu um tiro em sua própria boca na frente de seus colegas e de sua professora. A banda quis polemizar mais e resolveu colocar uma cena congelada dos alunos cobertos de sangue.

M.I.A: Born Free

(Pra ter uma noção) o videoclipe foi retirado do YouTube, por ter cenas de sexo explícito e muito, muito sangue e muita, muita porrada. Que a M.I.A causa treta com polêmicas todo mundo já sabe, principalmente quando é sobre imigração e essas coisas. Ali no vídeo mostra, sem corte e nem nada, minas explodindo pessoas e coisas do gênero. A parte censurada está aqui

 

Cattle Decapitation: Forced Gender Reassignment

De uma banda de Heavy Metal você já pode esperar de tudo, até o do mais nojento e grotesco. Sangue, órgão genital sendo mutilado, sangue e cenas depravadas. Eu não vi o vídeo (e nem sou louca), mas vi que realmente é forte e tem que ter um estômago meio que fortinho pra ver. Às vezes acho que as pessoas ‘forçam’ e nem é tudo isso não, mas mesmo assim eu não vou assistir. Ele foi banido do YouTube e de vários outros sites (pra ver o nível do negócio), sendo considerado como o videoclipe mais abominável do mundo musical. Sem censuras: aqui